12 de mar de 2012

A Exterminadora de Formigas

Oi pra vocês!!!

Uma formiga encontra a outra e começa o diálogo:
- Oi!
- Oi!
- Como cê chama?
- Eu chamo Fu.
- Fu?
- É, Fumiga. E vc?
- Ôta.
- Ôta?
- Ôta fumiga...

Sim, vc chegou em casa e viu que não está só. Aqui estão elas, andando pela cozinha, vindas de lugar nenhum (de onde elas brotam?) e indo na direção de uma migalha esquecida no cantinho. Ou não, nem tem migalhas e as danadinhas estão por toda parte.

Toda vez que isso acontece aqui em casa eu me coloco num momento nostalgia e fico lembrando de como eu gostava do desenho da Formiga Atômica (por isso o desenho tirado do Google, aqui em cima) sem nem me dar conta de que era uma formiga. Depois volto ao meu estado adulto pra me dar conta de que o "remédio" venceu.

Então vamos renová-lo agora.

Eu uso algumas tampinhas (tipo as de vidros de maionese ou o que a imaginação colaborar), água, açúcar e ÁCIDO BÓRICO. O problema começa aí. Ácido bórico ultimamente tem sido quase impossível de se achar, porque sua venda foi proibida. Antes, a gente comprava fácil na farmácia, tal como água boricada, oxigenada, soro fisiológico, pasta d'água, enfim. Só que pelo que pude levantar de informação, esse ácido é usado na manipulação de pasta base de cocaína, não sei exatamente em qual parte do processo (e no meu caso, desnecessário saber exatamente em qual). Minha dica é tentar com um farmacêutico amigo. Se vc for procurar e achar fácil, avise nos comentários. Mas se prepare pro pior [risos].

A receita é bem simples: é só misturar açúcar com um pouco de água até dissolver bem e ficar uma pastinha melada. Aí é só colocar um pouquinho de ácido bórico e misturar bem. A proporção que uso é de uma xícara de café de açúcar, o quanto baste de água até fazer a pastinha melada (não muito líquida) e meia colherinha de café de ácido bórico. Eu costumo fazer direto na tampinha. Deixo as tampinhas com o "lanchinho docinho" num cantinho da pia e num nicho do armário que fica no alto, oposto à pia. Se vc tiver bichos em casa, é bom tomar cuidado. Com crianças, idem. Aqui em casa, como elas aparecem mais na pia, eu faço uma única tampinha, deixo-a na pia e tão logo elas sumam eu subo pro nicho aberto na parte mais alta do armário.

É incrível como elas somem rápido. E ficam mais ou menos 1 ano sem aparecer. Sempre tem algumas que acabam morrendo por ali, por isso eu chamo as minhas tampinhas de "cemitério de formigas". Não se preocupe em trocar antes que elas resolvam invadir sua casa novamente, e isso demora. Não podemos desperdiçar ácido bórico... [risos]

Próxima vez que eu for trocar o "veneninho", eu tiro fotos do processo todo e atualizo o post. Só montei rapidamente porque estou com algumas amigas sofrendo com as danadinhas. 

Então bora lá procurar ácido bórico!!!!! Espero que tenha ajudado.

Beijo!